19Dez/19

Consumidores brasileiros esperam mais ativismo das marcas

Consumidores brasileiros esperam mais ativismo das marcas

Sete em cada dez brasileiros esperam que marcas invistam mais em causas, segundo a terceira edição do Estudo Marketing Relacionado à Causa, divulgado pela Ipsos. O levantamento, que foi realizado em setembro com 1.200 pessoas das classes A, B e C, descobriu que 30% das pessoas já compraram algum produto que destina parte de sua receita para fins sociais, ambientais ou culturais.

Para 23%, esse ponto já foi usado para auxiliar na escolha de uma marca – e não a concorrente. Entre os entrevistados, 77% também revelaram ser totalmente favoráveis ao marketing de causa e acreditam que o mercado de hoje espera que as empresas contribuam mais para as transformações da sociedade.

Comportamento dos consumidores engajados

A preocupação se estende a todo o processo produtivo: 13% dos entrevistados disseram já ter se informado sobre as práticas internas de uma marca antes de adquirir um produto. Quando questionados a respeito dos fatores que tornam uma empresa cidadã, os participantes da pesquisa apontaram itens como redução de impacto ambiental, responsabilidade na cadeia de valor e a não discriminação por raça ou gênero em suas estruturas.

O que torna uma marca cidadã?

Causas em destaque

A causa mais relevante para os entrevistados é o combate à fome e à pobreza (79%). Depois, aparecem entre as apontadas como mais importantes a preocupação com acesso à água potável e saneamento básico para todos (69%), educação e oportunidades de aprendizagem (63%), vida saudável e bem-estar (52%), acesso à justiça (46%) e consumo sustentável (42%).

Impactos na comunicação

O número de consumidores engajados só tende a crescer, afinal a geração Z, conhecida por seu perfil consciente, está começando a ganhar mais poder de compra e também influenciando quem está ao seu redor, mesmo que de outras faixas etárias, a fazer o mesmo.

Para as empresas, é preciso atenção, pois apenas promessas não é capazes de construir uma marca. Elas precisam estar atreladas ao seu propósito, ainda mais em uma época em que as informações se espalham com muita facilidade por meio das redes sociais. Ações de marketing vistas como “oportunistas”, escolhidas só por estarem na moda, podem colocar em risco a reputação da marca e provocar boicotes.

É preciso ir além da ideia e produto, mas aplicar valores em toda a cadeia produtiva e apoiar o que genuinamente faz parte do propósito do negócio, assumindo um compromisso de longa prazo convertido em ações concretas – campanhas pontuais podem, inclusive, ter efeito contrário.

Precisando de apoio em suas campanhas? O Grupo FTPI, que tem 30 de experiência em mídia, oferece suporte para agências e anunciantes planejarem e programarem campanhas publicitárias em todos os meios e plataformas. Fale conosco e conheça mais sobre os nossos serviços.

Últimas notícias do mercado
Tendências: o que estará em alta na publicidade e marketing em 2020 Tecnologia deve mover mercado, mas experiência humana ainda é importante para o consumidor. Parceria entre TVs e YouTube abre oportunidades para marcas Emissoras estão investindo na produção online para aumentar proximidade com o público. WhatsApp é a principal fonte de informação do brasileiro, revela pesquisa Levantamento, realizado pelo Congresso Nacional, ouviu pessoas de todos os estados e Distrito Federal. Consumidores brasileiros esperam mais ativismo das marcas Ipsos mapeou causas mais relevantes e o que o público espera de empresas “cidadãs”. Investimentos em rádio, TV e OOH permanecerão estáveis em 2020, revela Kantar Estudo realizado com executivos também aponta crescimento em meios digitais. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2020 | © Todos os direitos reservados