15Mai/13

Volta dos abrigos de ônibus em SP gera polêmica

Metade dos paulistanos aprova os novos modelos de publicidade no mobiliário urbano da cidade. De acordo com o Datafolha, que consultou 605 pessoas para verificar a aceitação dos anúncios nos abrigos de ônibus, instalados recentemente em alguns bairros de São Paulo.

Para 50% dos entrevistados o retorno desse tipo de propaganda viabiliza a manutenção e a instalação do novo mobiliário. Para 28% dos entrevistados, a publicidade nos abrigos de ônibus é tida como regular e, para 22%, ruim.

Os entrevistados (68%) dizem aprovar a Lei Cidade Limpa. Segundo reportagem da Folha, os entrevistados teceram reclamações sobre os novos abrigos, alegando que não protegem da chuva e do sol.

A exploração publicitária dos abrigos e relógios já era prevista desde 2007, quando a Lei Cidade Limpa entrou em vigor. Após um longo período de licitações, a prefeitura de São Paulo anunciou selecionou o vencedor da licitação, que será responsável pela instalação e manutenção dos abrigos e pontos de ônibus paulistanos pelos próximos 25 anos.

Brahma e Net foram os primeiros anunciantes a adquirirem cotas de patrocínio.

Com informações do M&MOnline e Folha.com / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
Estudo global mostra como novas gerações consomem notícias Levantamento da Comscore mostra que jovens se informam pelas redes sociais e não querem pagar para acessar conteúdo. Instagram supera Facebook em interação de usuários, aponta pesquisa Levantamento da Socialbakers revela que o número de interações foi quase 20 vezes maior no período analisado. Por que as pessoas gostam tanto de seguir influenciadores? Estudo do Diário de Campo Pesquisa buscou entender o que motiva milhões de pessoas a acompanharem digital influencers. Podcasts: Brasil é o segundo país com maior avanço no formato Produção cresceu 85% entre janeiro e novembro de 2019 no país, segundo a Voxnest. IBOPE atualiza a representatividade do ponto de audiência televisiva Com base nas novas estimativas populacionais, instituto alterou os dados de medição nos 15 principais mercados do país. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2020 | © Todos os direitos reservados