18Set/19

Viewability: entenda como funciona e veja como avaliá-lo

Viewability: entenda como funciona e veja como avaliá-lo

Um anúncio só pode causar o impacto desejado se for visto. Mas como saber realmente se ele não está passando despercebido, misturado a uma série de outras informações disponíveis em um mesmo espaço? Hoje, com a ajuda de ferramentas específicas, é possível não só descobrir isso como também extrair insights importantes que vão ajudá-lo a distribuir melhor o orçamento da campanha em cada formato de mídia, saber quais são os tipos mais efetivos, os conteúdos que chamam mais a atenção e uma série de outros itens em tempo real. Uma métrica muito usada para entender melhor a visibilidade de um anúncio em vídeo ou rede display é o viewability, que mostra se ele tem chances ou não de atrair o olhar do usuário. Ficou interessado em saber como isso funciona? Confira!

O que é viewability?

O viewability é o potencial de visibilidade, ou seja, uma métrica de publicidade online que avalia se um anúncio terá chance de ser visto. Ela fornece dados importantes aos profissionais de marketing, ajudando a entender o desempenho de uma campanha.

Vivibilidade do anúncio pela métrica viewability

Geralmente o viewability ganha mais importância quando uma campanha é focada em branding. Estudos do Google mostram, por exemplo, que existe uma relação consistente entre o tempo de visualização do anúncio e aumento no reconhecimento de uma marca. E é óbvio que aqueles com mais chances de serem vistos são os que impulsionam os resultados de negócio. Para as que são voltadas à performance, essa métrica pode ser interessante, mas outras acabam sendo mais relevantes que ela.

Há aproximadamente quatro anos, o Interactive Advertising Bureau (IAB) e o Media Rating Council (MRC) criaram definições para o potencial de visibilidade de anúncios. De acordo com essa norma, para os blocos da rede display devem ter 50% dos seus pixels na tela e serem visualizados por pelo menos um segundo. Já para um vídeo a orientação é um pouco diferente, tendo que ser reproduzido por no mínimo dois segundos.

Métrica de impressões vistas

O problema é que, apesar de existirem parâmetros, nem todos os veículos do setor adotaram a regra, fazendo com que muitos anunciantes e veículos apliquem formas diferentes de considerar um anúncio visto. Sem padrões, não há uma forma consistente de mensurar tudo isso, trazendo conclusões imprecisas, com números inflados de peças que nem foram vistas ou clicadas, que podem levar a decisões erradas e resultados ruins. Por isso, é essencial que anunciantes cobrem de seus parceiros de mídia que apliquem a definição correta de viewability, utilizando as métricas uniformes.

Active View

Para monitorar de forma fácil, transparente e em tempo real o viewability, o Google disponibilizou uma solução gratuita que contabiliza as impressões de vídeos e rede display da web e apps, o Active View. Podendo ser integrado a todos os outros produtos e avaliações de publicidade da empresa, essa tecnologia registra a peça, independente de ter ficado visível ou não, avaliando cada impressão diretamente. E o melhor: as métricas dessa ferramenta cumprem os padrões da indústria para a visibilidade de anúncios online.

Importante:

O Active View mostra se os anúncios estão visíveis, mas não é garante que o usuário esteja olhando para a tela naquele momento.

Melhorando o viewability

Muitos fatores podem aumentar ou diminuir as chances de um anúncio ser visto. Alguns deles não podem ser alterados, como a região ou o setor, mas existem formas de garantir melhores resultados.

Sua localização na página, por exemplo, é um ponto importante – a com melhor potencial é aquela posicionada logo acima da dobra (above the fold). A taxa de viewability nesse caso chega a 73% para anúncios de vídeo e 69% para display. Mas os que ficam abaixo da dobra (below the fold) não precisam ser descartados – 45% dos vídeos são visíveis nessa área e 47% dos em formato display. Uma boa parte do inventário visível está nessa parte, que também pode gerar um CPM – custo por mil impressões – mais baixo.

O tamanho é outro item que tem bastante relevância. Vídeos grandes e em formatos verticalizados geralmente têm maior potencial de visibilidade. Veja as taxas em dimensões mais comuns:

Potencial de visibilidade - Rede Display
Potencial de visibilidade - Vídeo

O dispositivo utilizado também podem afetar os resultados. Em anúncios de vídeo e display, o viewability é bem maior em smartphones e tablets do que em computadores. O Google forneceu dados globais das plataformas de publicidade, que revelam as taxas por dispositivos e canais. São eles:

Potencial de visibilidade por dispositivos e canais

Estudos apontam que a publicidade realizada em grandes veículos pode conseguir um desempenho melhor que o padrão. De acordo com uma pesquisa encomendada pelo World Media Group (WMG), nesses sites, que são tidos como mais confiáveis, os anúncios atingiram um tempo maior de permanência de página ativo – 66 segundos, 39% acima da média para o setor.

Realizado no terceiro trimestre de 2018, o levantamento mediu o envolvimento da audiência em portais como The Economist, Forbes, Fortune, National Geographic, Bloomberg, Reuters, The Wall Street Journal e The Washington Post, captando o comportamento dos leitores. Ele revelou também que a taxa de visualização é 27% maior, enquanto o tempo supera em 25% a média na comparação. Em smartphones, os anúncios da lista de sites com maior credibilidade também tiveram taxas 32% superiores e estimularam 35% mais interação.

Você já sabe o que é viewability, conhece a importância de medi-lo corretamente e também viu alternativas que podem melhorar a taxa de visualização dos anúncios da sua empresa. Mas, se precisar de apoio especializado na hora de planejar e programar suas campanhas em mídia digital ou tradicional, conte com a ajuda de uma empresa que tem 30 anos de experiência na área, o Grupo FTPI. Entre em contato agora e conheça todos os nossos serviços!

Últimas notícias do mercado
Investimentos em rádio, TV e OOH permanecerão estáveis em 2020, revela Kantar Estudo realizado com executivos também aponta crescimento em meios digitais. Como as marcas podem melhorar a conexão com o público feminino? Estudo da Kantar revela que a maioria das entrevistadas acredita que a forma como são retratadas em campanhas publicitárias foge da realidade. Férias: conheça as preferências dos viajantes brasileiros Pesquisa realizada pela empresa Skyscanner revelou que 67% passarão as festas em destinos nacionais. YouTube Studio lança novos filtros de pesquisa para comentários Novo recurso foi baseado na principal solicitação dos criadores de conteúdo, segundo a empresa. Compras por m-commerce representam ⅓ das vendas online no Brasil De acordo com a Ebit | Nielsen, pedidos via dispositivos móveis dobraram em dois anos. Neste ano, canal deve crescer mais 15%. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2019 | © Todos os direitos reservados