28Dez/12

Vendas online crescem abaixo do previsto para o Natal

As vendas online tiveram alta nominal de 18% no período do Natal em relação ao mesmo período de 2012, segundo a e-bit. O resultado foi inferior ao esperado pela entidade, que esperava crescimento de 25%.

De 15 de novembro a 24 de dezembro, o faturamento do e-commerce atingiu R$ 3,06 bilhões e o tíquete médio foi de R$ 359,00. O número de pedidos foi de 8,5 milhões.

A e-bit indica que a intensa atividade promocional antes do Natal e o alto nível de endividamento como fatores que prejudicaram o desempenho.

A categoria mais comercializada foi “Moda e Acessórios” com 12% do volume de pedidos, pela primeira vez na liderança. “Eletrodomésticos” aparecem em seguida, com 11%, acompanhados por “Saúde, Beleza e Medicamentos” com 10%, “Informática” com 9% e “Casa e Decoração” com 8%.

Segundo dados da Navegg, referência latino-americana pesquisas sobre a audiência online, nos últimos 30 dias 18,93 milhões de internautas no Brasil utilizaram a web para buscar produtos. Desse total, 7,95 milhões pertencem são da nova classe média, ou seja, 42%.

A respeito dos atrasos nas compras online, houve uma piora no índice. No ano passado, 13% dos pedidos foram entregues fora do prazo. Em 2012, foram 18,37%, apesar dos investimentos realizados pelos varejistas e empresas de logística responsáveis pelas entregas.

Com informações de Vanessa Stecanella, da Agência Estado / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
Conheça as novidades do Facebook e do Instagram Mark Zuckerberg anunciou durante a conferência anual de desenvolvedores do Facebook ferramentas para incrementar a experiência com as redes sociais. 5 dicas para turbinar seu planejamento digital Estratégias simples podem definir uma trajetória online de sucesso. Clique e confira 5 dicas preciosas para criar um planejamento digital! Anunciantes: o que muda no Facebook após o escândalo da Cambridge Analytica Como as mudanças na política de privacidade da rede social podem afetar o desempenho das campanhas de marcas Humor na publicidade: até que ponto vale a graça O humor sempre foi um dos pilares mais fortes da publicidade, mas é preciso acertar na dose para garantir sucesso Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados