30Jun/09

TV paga tem faturamento menor no 1º trimestre

De acordo com o Levantamento Setorial realizado pela ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura) e o Seta (Sindicato das Empresas de TV por Assinatura), o faturamento bruto da indústria de TV por assinatura foi de R$ 2,54 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Este valor, que inclui publicidade, representa uma queda de 1,2% em relação ao trimestre anterior, cujo faturamento foi de R$ 2,57 bilhões. Porém, em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 27% (R$ 2 bilhões).

A programação é responsável pelo maior share do faturamento das empresas: 55%. O restante fica divido entre banda larga (33%); adesão (2%) e pay-per-view (1%). Já revista, serviços de assistência técnica, redes corporativas e publicidade local dão conta de 9%.

A base total de assinantes de TV paga cresceu 17,6% em relação ao mesmo período de 2008, chegando a 6,35 milhões de domicílios em todo o Brasil. Segundo Alexandre Annenberg, presidente da ABTA e Seta, este crescimento deve-se não somente ao aumento do poder aquisitivo da classe C como também do recurso de alta definição, que atraiu a classe A.

Também houve um aumento de 7% no número de assinantes de internet banda larga no primeiro trimestre em comparação com o anterior, atingindo o número de 2,78 milhões de usuários. Em relação ao mesmo período de 2008, o aumento registrado foi de 43%. Ainda segundo Annenberg, a banda larga assumiu a posição de produto essencial para o consumidor, e este crescimento vem acoplado à TV paga.

O setor registrou ainda cerca de 17 mil empregos diretos, um aumento de 16,3% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

Últimas notícias do mercado
Conheça as novidades do Facebook e do Instagram Mark Zuckerberg anunciou durante a conferência anual de desenvolvedores do Facebook ferramentas para incrementar a experiência com as redes sociais. 5 dicas para turbinar seu planejamento digital Estratégias simples podem definir uma trajetória online de sucesso. Clique e confira 5 dicas preciosas para criar um planejamento digital! Anunciantes: o que muda no Facebook após o escândalo da Cambridge Analytica Como as mudanças na política de privacidade da rede social podem afetar o desempenho das campanhas de marcas Humor na publicidade: até que ponto vale a graça O humor sempre foi um dos pilares mais fortes da publicidade, mas é preciso acertar na dose para garantir sucesso Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados