24Jul/09

TV é líder em investimento publicitário no primeiro semestre de 2009

O meio televisão manteve a liderança dos investimentos em mídia no Brasil, com um faturamento bruto de R$ 15,042 bilhões. O volume leva em conta as PIs (Pedidos de Inserção) do primeiro semestre de 2009. A participação das emissoras aumentou 4%, passando de 50% para 54% no mesmo período do ano passado, quando foi registrado R$ 13,378 bilhões. O crescimento das TVs chegou a 12%.

Entre os canais de mídia, a internet teve o maior crescimento: 21%. O faturamento da web foi de R$ 784,6 milhões nos primeiros seis meses de 2009, enquanto atingiu os R$ 649,3 milhões no primeiro semestre do ano passado. A internet conquistou 3% de market share, superando a mídia cinema – com 1% de presença nos investimentos em mídia – registrando R$ 177,1 milhões no período, contra R$ 170,7 milhões do ano passado.

Os jornais ficaram na 2ª posição, com faturamento de R$ 6,3 bilhões, mas tiveram 3% de queda de participação de mercado sobre 2008, época em que tinham 26% e faturaram R$ 6,9 bilhões. As revistas mantêm share de 8%, em 2009 com R$ 2,262 bilhões contra R$ 2,243 bilhões em relação aos meses de janeiro a junho de 2008. As TVs pagas também ficaram com os mesmos 8% de participação nos primeiros semestres de 2008 e 2009, com R$ 2,199 bilhões. O rádio teve crescimento em sua participação, ficando com 5% e faturamento de R$ 1,2 bilhão. O outdoor reduziu volume de recursos de R$ 32 milhões para R$ 26 milhões.

São Paulo foi a praça com a maior concentração de investimento publicitário do país: 30% de share e R$ 8,3 bilhões. Em 2008, foram R$ 8 bilhões e o mesmo volume de participação de mercado.

Confira o ranking dos anunciantes deste ano, segundo o Ibope Monitor:

1º lugar: Casas Bahias, com R$ 1,48 bilhão no 1º semestre, enquanto no ano passado disponibilizou verba de R$ 1,407 bilhão.

2º lugar: Unilever, com R$ 808,2 milhões, menor do que os R$ 874 milhões milhões do ano passado

3º lugar: AmBev, com um investimento de R$ 467,5 milhões, as PIs do anunciante chegaram a R$ 311,8 milhões em 2008.

4º lugar: Caixa Econômica Federal, com R$ 409,3 milhões, subindo uma posição em relação ao ano passado, quando investiu R$ 267,6 milhões.

5º lugar: Fiat, com R$ 371,5 milhões, enquanto ano passado registrava R$ 275,2 milhões.

6º lugar: Hyundai, com investimento bruto de R$ 258,2 milhões, enquanto em 2008 teve verba de R$ 187,4 milhões e ocupava a 15ª posição do ranking do Ibope

7º lugar: TIM, saltando da 27ª posição no ano passado, com uma verba de R$ 125,1 milhões, para a 7ª, com R$ 255,6 milhões.

Últimas notícias do mercado
Anunciantes: o que muda no Facebook após o escândalo da Cambridge Analytica Como as mudanças na política de privacidade da rede social podem afetar o desempenho das campanhas de marcas Auto Draft O jornal Folha de Pernambuco é um veículo com 19 anos de história, voltado ao... Humor na publicidade: até que ponto vale a graça O humor sempre foi um dos pilares mais fortes da publicidade, mas é preciso acertar na dose para garantir sucesso Jovens interagem mais com a imprensa tradicional Em meio às preocupações com a polarização política, público jovem tem valorizado conteúdos editoriais com tom mais neutro Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados