24Out/11

TV e internet são mídias complementares, diz Google

Segundo o Google, a internet atua como complemento da TV. De acordo com Henrique de Castro, presidente de Mídia, Mobilidade e Plataformas do Google, é assim que o Google enxerga a relação entre publicidade online e offline.

Para Castro, sites do Google como Orkut, YouTube e parceiros são 95% da audiência da internet no Brasil, que conta com 80 milhões de brasileiros estão ligados na rede.

Os jovens representam até 75% do total do público. “A TV está perdendo cobertura na camada jovem, enquanto oferecemos uma audiência enorme aqui”, disse o executivo, defendendo a importância entre a complementaridade entre as mídias.

Segundo ele, existem intenções de colocar anúncios nos displays. Desta forma, a empresa faz um anúncio em link patrocinado, seleciona as palavras-chave que acompanharão as publicidades nas buscas. A ideia seria deixar o relevante para o usuário que pesquisa no buscador.

Assim, seria possível a segmentação de anúncios de display e a audiência conforme perfil e contexto para atingir resultados compatíveis com os das buscas, afirmou o presidente do Google.

O YouTube deve entrar forte nesta briga. Especialistas americanos têm o costume de comparar o baixo preço dos anúncios na internet e os altos da televisão ou impresso. Como falam: “dólares tradicionais e centavos digitais”.

Mas Castro não concorda com esta afirmação, pois diz que a audiência do vídeo online não deve ser menos valorizada economicamente e que “os preços são bem similares.” O presidente apresentou estudos que mostram que as campanhas na internet são mais eficazes, já que são visualizadas duas vezes e têm o mesmo efeito que as de TV vistas sete vezes.

O motivo, de acordo com seu discurso, é que os usuários ficam mais próximos da tela e o meio online possibilita mais direcionamento para o perfil de quem assiste.

Para ele, à medida que a TV for se tornando mais digital, diferenças entre a publicidade tradicional e online irão desaparecendo. “A publicidade deixará de estar vinculada ao conteúdo mostrado, passará a ser definida conforme o perfil do espectador”, disse ele.

Com informações do Estadão e do Adnews.

Últimas notícias do mercado
TV aberta lidera em investimentos de publicidade Dados do Cenp mostram que o meio esteve novamente no topo da lista no primeiro semestre de 2018, com mais de 60% dos investimentos, seguido pela internet, com cerca de 14% do total. Prepare-se para os principais eventos de publicidade e marketing de 2019 Inovação, tecnologia, tendências de consumo, marketing digital e muito mais para você se manter atualizado o ano inteiro. B2B, B2C e D2C: estratégias específicas para cada modelo de negócio Conhecer as particularidades de cada público-alvo é a chave para criar estratégias de sucesso em suas campanhas publicitárias. Qual é o perfil de quem compra carro no Brasil? Empresas do setor automobilístico precisam conhecer bem o seu target para poder direcionar melhor o investimento em propaganda. Internet das Coisas (IoT): saiba como usá-la para se conectar ao consumidor Acesso à rede a partir de diferentes objetos pode ajudar marcas a entenderem as necessidades do seu cliente. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2019 | © Todos os direitos reservados