24Out/11

TV e internet são mídias complementares, diz Google

Segundo o Google, a internet atua como complemento da TV. De acordo com Henrique de Castro, presidente de Mídia, Mobilidade e Plataformas do Google, é assim que o Google enxerga a relação entre publicidade online e offline.

Para Castro, sites do Google como Orkut, YouTube e parceiros são 95% da audiência da internet no Brasil, que conta com 80 milhões de brasileiros estão ligados na rede.

Os jovens representam até 75% do total do público. “A TV está perdendo cobertura na camada jovem, enquanto oferecemos uma audiência enorme aqui”, disse o executivo, defendendo a importância entre a complementaridade entre as mídias.

Segundo ele, existem intenções de colocar anúncios nos displays. Desta forma, a empresa faz um anúncio em link patrocinado, seleciona as palavras-chave que acompanharão as publicidades nas buscas. A ideia seria deixar o relevante para o usuário que pesquisa no buscador.

Assim, seria possível a segmentação de anúncios de display e a audiência conforme perfil e contexto para atingir resultados compatíveis com os das buscas, afirmou o presidente do Google.

O YouTube deve entrar forte nesta briga. Especialistas americanos têm o costume de comparar o baixo preço dos anúncios na internet e os altos da televisão ou impresso. Como falam: “dólares tradicionais e centavos digitais”.

Mas Castro não concorda com esta afirmação, pois diz que a audiência do vídeo online não deve ser menos valorizada economicamente e que “os preços são bem similares.” O presidente apresentou estudos que mostram que as campanhas na internet são mais eficazes, já que são visualizadas duas vezes e têm o mesmo efeito que as de TV vistas sete vezes.

O motivo, de acordo com seu discurso, é que os usuários ficam mais próximos da tela e o meio online possibilita mais direcionamento para o perfil de quem assiste.

Para ele, à medida que a TV for se tornando mais digital, diferenças entre a publicidade tradicional e online irão desaparecendo. “A publicidade deixará de estar vinculada ao conteúdo mostrado, passará a ser definida conforme o perfil do espectador”, disse ele.

Com informações do Estadão e do Adnews.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados