06Jun/12

Só 40% curtem marcas no Facebook

Uma pesquisa realizada pela M.Sense, focada em estudos sobre o mercado digital, concluiu que os consumidores querem interagir com as marcas nas redes sociais e não apenas ter acesso a conteúdo. O levantamento, feito entre abril e maio com 716 pessoas de todo o país, revelou ainda que 87% dos entrevistados acham que pior do que ter um problema com a marca, é tentar um com elas por meio das redes sociais e não receber resposta. As marcas que interagem com o usuário são as preferidas por 76% dos pesquisados.

Segundo a pesquisa, os brasileiros ainda não estão acostumados a acompanhar marcas no Facebook: somente 40% dos usuários curte alguma marca, produto ou empresa. No Twitter, o número de usuários que seguem uma marca, produto ou empresa passa para 50%, e a maior parte com o objetivo conseguir descontos e promoções.

O principal fator que afasta os internautas da opção “curtir” em uma marca é o receio de receber mensagens publicitárias demais, dizem 52% dos usuários do Facebook e 36% do Twitter. Sobre o número de posts do Facebook, a maioria acredita que receber aproximadamente três posts por dia é suficiente para que a marca se mostre presente, mas sem exageros.

A pesquisa também fez uma avaliação sobre o tipo de conteúdo que o usuário gostaria de receber pelas redes sociais. Informações, novidades, eventos e acontecimentos são os itens mais requisitado por 96% dos usuários do Facebook e 89% dos usuários do Twitter. Em seguida, 63% dos entrevistados preferem conteúdo educativo no Facebook e 68% conteúdo publicitário no Twitter.

Sobre a influência das redes sociais nas compras, quatro em cada cinco usuários do Facebook nunca adquiriram um produto ou serviço ao vê-lo nos resultados de anúncios ou comentários encontrados no site de redes sociais, diz um estudo da Reuters/Ipsos realizado online consultando 1.032 americanos. Os dados indicam também que 34% dos usuários do Facebook dedicam menos tempo ao site agora do que há seis meses.

Um levantamento do eMarketer, datado de fevereiro desse ano, identifica que o Facebook tem desempenho inferior aos e-mails ou marketing via mala-direta no que diz respeito a influenciar as decisões de compra dos consumidores.

Com informações do M&M Online / Adaptação: Equipe FTPI.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados