15Jul/10

Restrição à propaganda de alimentos é suspensa

A pressão do mercado publicitário sobre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) surtiu efeito. Atendendo à representação do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), a Advocacia-Geral da União (AGU) solicitou que a Anvisa suspendesse as novas regras para a publicidade em alimentos.

Por enquanto, os efeitos da determinação da Anvisa devem permanecer interrompidos até a AGU tomar uma decisão final. A intenção do órgão é analisar a competência da Vigilância Sanitária no caso, já que o mercado publicitário conta com órgãos próprios de regulamentação.

O caso teve início em 29 de junho, quando foi publicada no Diário Oficial da União uma determinação da Anvisa, aplicando novas regras para a publicidade de alimentos e bebidas. O texto ditava que as peças publicitárias de produtos com alto índice de açúcar, gordura trans, saturada e sódio viessem acompanhadas de alertas sobre os riscos à saúde causados pelo consumo excessivo dessas substâncias.

A medida foi encarada com descontentamento pelos setores envolvidos, que tinham seis meses para se adaptarem à regra. Em nota, a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) informou que recorreria à Justiça, alegando que a determinação apresentava “impropriedades constitucionais e técnicas”.

Na semana seguinte à publicação da norma, o setor publicitário se pronunciou. Entidades como ABA (Associação Brasileira dos Anunciantes), Abap (Associação Brasileira das Agências de Propaganda) e Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) reclamaram da intromissão da Anvisa, afirmando que a determinação extrapolava as competências do órgão.

Com informações da Agência Brasil.

Últimas notícias do mercado
Faturamento editorial ganha impulso pelo e-commerce Mais de 16 milhões de títulos foram vendidos em 2016, diz pesquisa Programas culinários movimentam R$ 800 milhões em mídia No primeiro semestre de 2017, compra de espaço publicitário foi 17% maior que o mesmo período do ano passado Compra de mídia cresce 2% no primeiro semestre de 2017 Volume total de publicidade foi de R$ 61,9 bi nos seis primeiros meses desse ano, segundo Ibope Ativação do consumo no varejo cresce no Dia dos Pais Incertezas no cenário político não impediram o aumento de 10% nas vendas online TV está presente em 97% das casas dos brasileiros Online aumenta penetração de mercado, mas mídias tradicionais seguem líderes quando se trata de consumo de notícias Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados