11Ago/10

Regras de classificação indicativa podem ser revistas

As regras que definem a classificação indicativa de programas de TV, filmes e jogos poderão ser afrouxadas pelo Governo Federal. O sistema, que começou a vigorar em 2007, é baseado em um manual elaborado pelo Ministério da Justiça.

O modelo classifica as produções por horário e conforme o grau da presença de drogas, violência e sexo.  Programas impróprios para menores de 12 anos, por exemplo, não podem ser exibidos antes das 20h. Autores de novelas alegam que o atual modelo, feito pelas próprias emissoras – mas reclassificados pela justiça –, tem gerado autocensura.

Graças às reclamações, a Associação dos Roteiristas (AR) vem articulando um movimento para pedir o fim da reclassificação. Em entrevista para o Blog do Daniel Castro, do portal R7, o secretário nacional de Justiça, Pedro Abramovay, disse que está disposto a rever critérios e faixas de horário, assim como alterar a norma que impede os programas para menores de 12 anos de serem exibidos antes das 20h.

Entretanto, Abramovay afirmou que não vetará a regra de reclassificação, como pedem os roteiristas.

Com  informações de Daniel Castro, do portal R7, e do Adnews.

Últimas notícias do mercado
10 tendências globais de consumo do ano Mudanças de comportamento e atitude dos consumidores continuarão a ser um fator de disrupção nos negócios Empresas se unem para reduzir fraude na publicidade digital Indústria de anúncios trava batalha contra os bots que simulam pessoas para gerar audiência, o chamado de tráfego inválido Pesquisa mostra áreas da comunicação em alta para 2018 Brasil está entre os 10 maiores mercados em publicidade do mundo; marketing de conteúdo dominará contratações As marcas aproveitam o potencial das tecnologias móveis? Mobile é responsável por mais da metade de todos os minutos digitais em muitos mercados; no Brasil, chega a 73% Foco em veículos regionais é destaque do Grupo FTPI em 2017 As 3 empresas do Grupo passaram por diversas mudanças estruturais e operacionais para driblar e fechar 2017 com saldo positivo Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados