11Ago/10

Regras de classificação indicativa podem ser revistas

As regras que definem a classificação indicativa de programas de TV, filmes e jogos poderão ser afrouxadas pelo Governo Federal. O sistema, que começou a vigorar em 2007, é baseado em um manual elaborado pelo Ministério da Justiça.

O modelo classifica as produções por horário e conforme o grau da presença de drogas, violência e sexo.  Programas impróprios para menores de 12 anos, por exemplo, não podem ser exibidos antes das 20h. Autores de novelas alegam que o atual modelo, feito pelas próprias emissoras – mas reclassificados pela justiça –, tem gerado autocensura.

Graças às reclamações, a Associação dos Roteiristas (AR) vem articulando um movimento para pedir o fim da reclassificação. Em entrevista para o Blog do Daniel Castro, do portal R7, o secretário nacional de Justiça, Pedro Abramovay, disse que está disposto a rever critérios e faixas de horário, assim como alterar a norma que impede os programas para menores de 12 anos de serem exibidos antes das 20h.

Entretanto, Abramovay afirmou que não vetará a regra de reclassificação, como pedem os roteiristas.

Com  informações de Daniel Castro, do portal R7, e do Adnews.

Últimas notícias do mercado
Internet das Coisas (IoT): saiba como usá-la para se conectar ao consumidor Acesso à rede a partir de diferentes objetos pode ajudar marcas a entenderem as necessidades do seu cliente. 4 fatores que influenciam os consumidores Conhecer os hábitos do seu consumidor é a chave para acertar no tom da publicidade e chamar a atenção dele ao seu produto. 6 tecnologias que prometem facilitar a vida do publicitário Conheça as plataformas que podem ajudar a melhorar o desempenho de uma marca nas redes sociais. Google Marketing Platform, a nova plataforma para publicidade online Conheça a ferramenta que promete otimizar o planejamento e administração das campanhas de marketing da sua empresa. Mídias OOH se reinventam para fisgar a atenção dos mais jovens Outdoors, placas e telas de LCD estão ganhando espaço na publicidade por serem tão eficientes quanto as redes sociais quando o assunto é conversar com os mais novos. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados