05Abr/17

Novos hábitos de consumo no Brasil podem ser definitivos

A 6ª edição do estudo global Total Retail, organizado pela PwC, revelou que 63% dos consumidores criaram o hábito de pesquisar as melhores ofertas em varejistas diferentes, em busca de uma economia maior em seu orçamento. Por outro lado, 43% pretendem aguardar uma melhora na economia.

A intenção de compra para pagamentos à vista também sofreu alteração com a crise, apontando 38% dos entrevistados que aderem a esse método para não ficarem com dívidas no futuro.

A pesquisa mostra que 46% estão frequentando lojas físicas para terem mais opções de ofertas. Em contrapartida, 31% usam os smartphones na hora da compra, número que era de 15% em 2012. “A frequência de visita do consumidor (às lojas) foi maior não para comprar, mas sim para buscar ofertas”, argumenta Ricardo Neves, sócio da PwC e especialista em Varejo e Consumo.

Apesar do aumento na busca por lojas físicas, menos de 60% dos entrevistados estão satisfeitos com as lojas que procuram. Outro dado importante coletado é que 70% das pessoas preferem ambientes acolhedores e vendedores com maior conhecimento sobre os produtos, fatores que influenciam diretamente na tomada de decisão do consumidor. “Mesmo com a melhora da economia, os dados de retenção vão continuar e, com isso, as marcas vão precisar continuar investindo na experiência para conquistar o consumidor”, explica Neves.

Sites de comparação de preços também entram no bolo na motivação pela compra. Mais de 52% determinaram como o principal motivador, enquanto 41% acham sua motivação nas redes sociais. O estudo realizado pela PwC, em seu sexto ano consecutivo, ouviu cerca de 24 mil consumidores em 29 países, desse número, aproximadamente 1 mil são brasileiros.

Com informações de Bárbara Barbosa, Propmark | Adaptação: Equipe FTPI

Últimas notícias do mercado
Ativação do consumo no varejo cresce no Dia dos Pais Incertezas no cenário político não impediram o aumento de 10% nas vendas online TV está presente em 97% das casas dos brasileiros Online aumenta penetração de mercado, mas mídias tradicionais seguem líderes quando se trata de consumo de notícias Setor nacional de beleza masculina deve superar os EUA Mantendo o ritmo de 7,1% anualmente, o Brasil pode ser o maior mercado do mundo em 2018 60% dos brasileiros acreditam na mídia nacional, diz estudo Pesquisa coloca o Brasil em segundo lugar no índice de confiança do público nos meios de comunicação Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O segmento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados