17Jan/11

Mulheres são maioria nas universidades brasileiras

Dentre os estudantes matriculados no ensino superior, as alunas do sexo feminino são maioria. O dado é válido tanto para a modalidade presencial (55,1%) quanto para a educação a distância (EAD) (69,2%) e fazem parte do Censo da Educação Superior de 2009.

Dos alunos que concluem o curso, as mulheres também são predominantes: 58,8% em cursos presenciais e 76,2% em EAD.

Até 2008, a pesquisa considerava o estudante somente a partir da matrícula, isto é: um aluno que tinha mais de uma matrícula era contado mais de uma vez. No Censo de 2009, aplicou-se um novo conceito de aluno, como o sujeito vinculado à educação superior.

Em cursos presenciais, o perfil do estudante é de uma mulher, com 21 anos, que ingressou na faculdade aos 19, por meio de vestibular. Ela irá formar com idade média de 23 anos, numa faculdade particular, em um curso de bacharelado.

Em cursos a distância, o estudante-padrão também é mulher, mas que entra na graduação mais velha, com 28 anos, formando-se com 31. A forma de ingresso mais comum é o vestibular e a instituição de ensino é privada, o que muda é o tipo de curso preferido: licenciatura.

O número total de estudantes matriculados em 2009 chegou a 5,9 milhões. Dos quais 36.294 entraram em instituições públicas por algum tipo de cota. O ingresso por cota de escola pública acontece com maior frequência (69%), seguido pelo de critério étnico (25%) e pelo critério de renda familiar (4%).

Com informações do UOL Educação.

Últimas notícias do mercado
Conheça as novidades do Facebook e do Instagram Mark Zuckerberg anunciou durante a conferência anual de desenvolvedores do Facebook ferramentas para incrementar a experiência com as redes sociais. 5 dicas para turbinar seu planejamento digital Estratégias simples podem definir uma trajetória online de sucesso. Clique e confira 5 dicas preciosas para criar um planejamento digital! Anunciantes: o que muda no Facebook após o escândalo da Cambridge Analytica Como as mudanças na política de privacidade da rede social podem afetar o desempenho das campanhas de marcas Humor na publicidade: até que ponto vale a graça O humor sempre foi um dos pilares mais fortes da publicidade, mas é preciso acertar na dose para garantir sucesso Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados