08Mar/11

Mulheres desaprovam superexposição feminina pela mídia

Para as mulheres a exibição de corpos femininos em peças publicitárias e na mídia não é atrativa e, ainda por cima, contribui para uma desvalorização da classe. Foi essa a conclusão do Instituto Perseu Abramo e do Sesc – São Paulo após a realização da pesquisa “Mulheres brasileiras e gêneros nos espaços público e privado”. Das entrevistadas, 80% consideram ruim a maneira como sua imagem é veiculada. Há nove anos esse índice era de 77%.

Realizado no ano passado, este levantamento faz uma análise das opiniões e percepções femininas em diferentes vertentes da sociedade. Ele dá continuidade ao estudo desenvolvido em 2001, apontando novos temas e contanto, também, com o contraponto de ideias masculinas – 1181 homens também foram entrevistados, além das 2.365 mulheres.

Um dos assuntos abordados este ano foi a opinião das mulheres a respeito da imagem que a mídia (veículos e também a publicidade) faz da figura feminina. Dentre as que desaprovam o excesso de exibição, 51% consideram que valorizar o corpo implica um subjulgamento geral da mulher – 18% das mulheres ainda consideram esse ponto adequado.

“Esse índice mostra um amadurecimento da reflexão sobre a imagem da mulher. O percentual de desaprovação já era alto em 2001 e agora cresceu mais. Isso mostra que elas estão conscientes de que a mídia, muitas vezes, impõe padrões que não são reais e que não representam a figura feminina”, argumenta Gustavo Venturi, professor do departamento de sociologia da Universidade de São Paulo e um dos coordenadores da pesquisa.

Outro dado importante de divulgação é o que aponta a grande maioria das mulheres (74%) como a favor de algum tipo de controle (governamental ou do próprio mercado) sobre o teor do conteúdo exibido pela mídia e publicidade. “Esse índice nos causou bastante surpresa porque é comum a sociedade reagir de maneira negativa a qualquer possível ideia de controle ou censura”, salientou ainda o pesquisador.

Com informações de M&M Online

Últimas notícias do mercado
5 tendências de mídias sociais para ficar ligado em 2018 Entre as plataformas que conectam marcas e consumidores, as mídias sociais estão longe de perder o posto no ano que vem Consumo de TV aumenta 1 hora nos últimos 10 anos Emissoras como TV Diário do Ceará são exemplos de como os conteúdos multiplataformas tem impulsionado o meio Poder dos influenciadores digitais vai além da geração Y Pesquisa revela que quase ¼ dos pais da geração Y são influenciados por personalidades digitais Planejamento de mídia sem fronteiras entre online e off-line Veículos multiplataforma mudam a maneira de pensar o planejamento e compra de mídia em todo o País OOH investe em dados para aumentar sua credibilidade Setor de mídia out of home foi o que mais cresceu neste ano e investe em dados para aumentar credibilidade Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados