14Jun/12

Mídia brasileira cresce em ritmo de China

Em 2016, ano em que o Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos, o Brasil já será a sétima nação no ranking de investimentos em mídia e em entretenimento, segundo relatório da PwC. Naquele ano, o investimento girará em torno de US$ 64,8 bilhões. E até 2016, para atingir esse patamar, o setor de mídia e entretenimento no Brasil promete crescer 10,6% ao ano. Só a China tem um ritmo de crescimento mais rápido do que esse, sendo a terceira maior economia do setor e conseguindo sustentar uma elevação nos investimentos de mais de 12% ao ano.

Os resultados compõem o extenso relatório Global Entertainment & Media Outlook, da PwC. Resultado de uma profunda pesquisa e estudos feitos em 48 países, o levantamento faz um balanço do setor no ano anterior (nesse caso, 2011) e tem como referência as receitas acumuladas por 13 diferentes segmentos de mídia e de entretenimento.

De acordo com a PwC, em 2011 os gastos no Brasil nesse setor alcançaram os US$ 39,168 bilhões. Hoje, o Brasil ocupa a nona posição no ranking geral das nações analisadas pela PwC (veja abaixo). Em 2016, graças aos frutos da Copa do Mundo, de 2014, das Olimpíadas do Rio de Janeiro, e também em razão da própria melhoria da economia e do consumo interno, o País deverá ultrapassar Canadá e Itália, assumindo a sétima posição no ranking global de mídia e entretenimento.

Globalmente, o investimento no setor deverá passar do US$ 1,6 trilhão (movimentado em 2011) para US$ 2,1 trilhões, em 2016. Confira a lista dos dez maiores países (em investimentos em comunicação, mídia e entretenimento) e os valores movimentados em 2011 (em bilhões):

1- Estados Unidos – US$ 463,9
2- Japão – US$ 192,8
3- China – US$ 109,0
4- Alemanha – US$ 99,3
5- Reino Unido – US$ 83,4
6- França – US$ 77,1
7- Itália – US$ 46,1
8- Canadá – US$ 44,2
9- Brasil – US$ 39,2
10- Coreia do Sul – US$ 38,6

Com informações de Bárbara Sacchitiello, do M&MOnline / Adaptação: Equipe FTPI.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados