22Abr/11

Curitibanos são os que mais consomem chocolate

Motivado pela Páscoa, o Ibope foi às ruas e ouviu 18.844 pessoas para saber como o brasileiro se relaciona com o chocolate. A pesquisa foi realizada entre agosto de 2009 e julho de 2010 nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Brasília. Cidades do interior de São Paulo e das regiões sul e sudeste também fizeram parte do levantamento.

E o resultado apontou os curitibanos como campeões no consumo do produto (73%). O segundo lugar foi ocupado pelos paulistas e paulistanos (71%), e o terceiro pelos recifenses (70%). O Rio de Janeiro é a capital onde as pessoas menos comeram chocolate (63%).

Em um panorama geral, quando questionados se tinham consumido o produto nos últimos sete dias, 61% dos homens e 71% das mulheres consultadas responderam positivamente. Os adolescentes (12 a 19 anos) estão entre os que mais comeram a guloseima na última semana (77%); seguidos pelos jovens de 20 a 24 anos (73%).

Do total das pessoas que comeram chocolate nos últimos sete dias, 82% consumiram o tablete puro, 72% bombons e 55% barras recheadas. De acordo com o Ibope, os brasileiros das classes A e B são os que mais compraram o produto (69%), logo atrás deles vem a classe C (66%) e por último a D e E (57%).

Com informações da Folha.com.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados