29Fev/12

Copa: 85% hotéis brasileiros são de qualidade ruim

Em todas as 27 capitais, o Brasil registrou 5.036 estabelecimentos de hospedagem em 2011, somente quatro cidades concentram mais de 40% deste total. A maior densidade está na capital paulista, com 19,3% do total e 972 estabelecimentos entre hotéis, motéis, apart hotéis, pousadas, pensões e albergues. É o que diz a Pesquisa de Serviços de Hospedagem de 2011, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Crédito: RioTur
Hotéis brasileiros deixam a desejar no quesito qualidade

O Rio de Janeiro conta com 429 estabelecimentos, acompanhado por Salvador, com 358 e Belo Horizonte, com 291.

Segundo o IBGE, a maioria dos estabelecimentos de hospedagem, ou seja, 85,5% do total, tem padrão médio ou baixo no quesito de conforto e qualidade.

Os de luxo ou superior com padrão elevado de conforto e qualidade de serviços somam apenas 14,5%. A análise leva em conta decoração, mobiliário, aparelhos, instalações sociais e esportivas e o padrão de atendimento aos clientes.

Os que têm estrutura adaptada para pessoas portadoras de necessidades especiais são somente 1,3% dos estabelecimentos.

Os números mostram o tamanho dos desafios do país que vai sediar importantes eventos internacionais, entre eles a conferência das Nações Unidas sobre crescimento sustentável, a Rio+20, em junho, assim como a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo em 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

No ano passado, o setor de turismo computou a entrada de 5,4 milhões de estrangeiros, que gastaram US$ 6,775 bilhões em território brasileiro, ultrapassando a meta projetada pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), que girava em torno de US$ 6,4 bilhões. O valor é uma marca histórica e representa um crescimento de 14,4% em relação a 2010, quando o valor era de US$ 5,919 bilhões.

Mas apesar dos investimentos, o turismo no Brasil ainda detém números baixos quando comparados a outros países como a França, com 76,8 milhões de turistas estrangeiros em 2010, Estados Unidos com 59,7 milhões, China com 55,7 milhões e Espanha com 52,7 milhões conforme a Organização Mundial de Turismo.

A pesquisa do IBGE revela ainda que Brasília é a capital com a maior proporção de hotéis na sua rede de hospedagem, com 67,1% dos estabelecimentos nesta categoria, seguida por Curitiba (62,4%), São Paulo (59,1%), e Rio de Janeiro (58,3%).

Fortaleza é a capital com a maior concentração de motéis, com 39,3% de sua rede composta por este tipo de hospedagem. Em Florianópolis, as pousadas são mais numerosas, com 40,2% do total. Já nas principais capitais do Nordeste, merecem destaque Natal, com 30,2%, e Salvador, com 26%.

Com informações do IG Economia / Adaptação: Equipe FTPI.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados