26Set/12

Consumidor está de olho em bens duráveis

O consumidor voltou a ter intenção de adquirir bens duráveis, de acordo com o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV). O indicador que mensura as expectativas de compras de bens duráveis teve alta de 0,8% de agosto para setembro. Esta é a primeira alta desde maio deste ano (2,4%).

“O resultado segue a linha do que está acontecendo com a atividade econômica. O consumidor estava mais cauteloso, mas já adquire segurança e pensa em retomar as compras”, explica a coordenadora técnica da Sondagem, Viviane Seda.

“O mercado de trabalho seguiu estável durante um período de atividade econômica fraca. Agora, acreditando na melhora da economia, o consumidor vislumbra também a geração de emprego, a criação de postos de trabalho”, comentou Viviane. A avaliação do consumidor sobre a situação da economia local nos dias de hoje avançou 2,2% de agosto para setembro, ante queda de 3,4% no mês anterior.

No entanto, a avaliação sobre a situação financeira atual da família caiu 0,2% em setembro frente ao mês anterior. Em agosto, o mesmo item já havia registrado queda de 0,2%. Para a FGV, as famílias com renda mais baixa sentem a inflação dos preços dos alimentos e estão com os seus orçamentos comprometidos por dívidas.

A taxa que mede as expectativas em relação às finanças familiares foi derrubada em razão da inflação, caindo 1,4% de agosto para setembro, após alta de 0,4% no mês anterior. O pessimismo entre as famílias com renda de até R$ 2,1 mil mensais prevaleceu. O Índice de Expectativa recuou 1,1% de agosto para setembro neste grupo de consumidores, enquanto o Índice de Situação Atual avançou 3,3%.

Com informações de Fernanda Nunes, do Exame.com / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
Faturamento editorial no Brasil ganha impulso pelo e-commerce Mais de 16 milhões de títulos foram vendidos em 2016, diz pesquisa Programas culinários movimentam R$ 800 milhões em mídia No primeiro semestre de 2017, compra de espaço publicitário foi 17% maior que o mesmo período do ano passado Compra de mídia cresce 2% no primeiro semestre de 2017 Volume total de publicidade foi de R$ 61,9 bi nos seis primeiros meses desse ano, segundo Ibope Ativação do consumo no varejo cresce no Dia dos Pais Incertezas no cenário político não impediram o aumento de 10% nas vendas online TV está presente em 97% das casas dos brasileiros Online aumenta penetração de mercado, mas mídias tradicionais seguem líderes quando se trata de consumo de notícias Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados