15Out/19

Compras por m-commerce representam ⅓ das vendas online no Brasil

Compras por m-commerce representam ⅓ das vendas online no Brasil

O smartphone se tornou parte da rotina dos brasileiros. Segundo um relatório divulgado pelo Pew Research Center, 60% dos adultos no país têm um aparelho desse tipo. Outra pesquisa, realizada pela empresa global de estatística Statista, mostrou que no Brasil são gastas em média 4 horas e 48 minutos por dia no uso de dispositivos móveis, o campeão no ranking mundial, ao lado da China, Estados Unidos, Itália e Espanha, que não dedicam mais que 3 horas a eles.

O uso de smartphones afetou não só a forma de se comunicar, trabalhar ou distrair-se, mas também a maneira de consumir. Em 2018, ⅓ do total de pedidos do comércio eletrônico do Brasil, de acordo com o relatório Webshoppers 39, da Ebit | Nielsen, corresponderam a compras efetuadas por m-commerce, denominação dada à venda realizada via dispositivos móveis. Com 41% de crescimento no ano passado, esse canal recebeu 40,3 milhões de pedidos e representou 31,3% do faturamento do setor, em torno de R$ 16,7 bilhões. Para 2019, a expectativa de expansão é de 15%.

A tendência pode ser explicada não só pelo aumento no tempo gasto com o celular nas mãos, mas também pela facilidade e comodidade que ele proporciona, fazendo com que se torne inclusive uma ferramenta para incluir os que ainda não estão habituados às lojas virtuais a essa nova era. No ano passado, 10 milhões de consumidores realizaram uma compra online pela primeira vez e fizeram isso a partir de smartphones.

Categorias responsáveis pelo aumento de pedidos no m-commerce

Impactos na publicidade

As mudanças na forma em que a população vem realizando suas compras também pede transformações na maneira em que as marcas anunciam seus produtos. O mercado está se adaptando a tudo isso e as empresas já sabem que é necessário estabelecer novas conexões com seu público, por isso estão se preparando para explorar melhor o cenário e aproveitar todo o potencial desse canal de mídia.

Números revelam que isso está acontecendo: segundo o Estudo Digital AdSpend, da IAB Brasil, foram investidos R$ 16,12 bilhões em publicidade digital em 2018, sendo que 67% foram destinados ao mobile. Essa porcentagem ultrapassa os gastos do mercado americano (65%) e canadense (52%).

As estratégias também estão sendo redefinidas. Para alavancar as vendas mobile, o retargeting móvel tem se mostrado uma ferramenta poderosa. Na versão desktop, um anúncio personalizado é exibido às pessoas que visitaram o site ou aplicativo daquela marca anteriormente. Já na versão móvel, os consumidores são impactados em seus smartphones e guiados para dentro do app do anunciante, incentivando que acessem promoções e ofertas. Notificações de push indicando produtos de acordo com o perfil dos usuários têm grande potencial de venda.

E tudo isso vem sendo cada vez mais aperfeiçoado com o uso de algoritmos de inteligência artificial, que permitem ajustar os parâmetros das campanhas para oferecer conteúdos relevantes. A partir da segmentação e personalização, com definição de horário para anúncio e produto a ser exibido, por exemplo, é possível reengajar usuários, melhorando ainda mais a conversão.

O m-commerce tem um grande potencial, mas os resultados podem ser ainda melhores usando as estratégias certas. E o Grupo FTPI pode ajudar nessa tarefa. Conte com o apoio de quem tem 30 anos de experiência na área para planejar e programar suas campanhas em mídia digital ou tradicional. Entre em contato agora para conhecer todos os serviços!

Últimas notícias do mercado
Estudo global mostra como novas gerações consomem notícias Levantamento da Comscore mostra que jovens se informam pelas redes sociais e não querem pagar para acessar conteúdo. Instagram supera Facebook em interação de usuários, aponta pesquisa Levantamento da Socialbakers revela que o número de interações foi quase 20 vezes maior no período analisado. Por que as pessoas gostam tanto de seguir influenciadores? Estudo do Diário de Campo Pesquisa buscou entender o que motiva milhões de pessoas a acompanharem digital influencers. Podcasts: Brasil é o segundo país com maior avanço no formato Produção cresceu 85% entre janeiro e novembro de 2019 no país, segundo a Voxnest. IBOPE atualiza a representatividade do ponto de audiência televisiva Com base nas novas estimativas populacionais, instituto alterou os dados de medição nos 15 principais mercados do país. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2020 | © Todos os direitos reservados