29Jul/19

Entenda como funciona o Shoelace, a nova rede social do Google

Entenda como funciona o Shoelace, a nova rede social do Google

Se você é um profissional da área de publicidade ou tem uma empresa, sabe que acompanhar as novidades é imprescindível para estar sempre à frente. Todos os dias, somos impactados por notícias que podem mudar a forma como as marcas anunciam hoje. Um exemplo disso é a nova rede social recentemente divulgada pelo Google. Ainda sendo testado nos Estados Unidos, o Shoelace, que em português significa cadarço, promete conectar pessoas em eventos locais de forma simples, por meio de uma funcionalidade chamada “Loops”, que monta uma lista de sugestões de acordo com a localidade e interesses do usuário. Além disso, será possível criar eventos próprios.

Indisponível no Brasil até o momento, apenas usuários da cidade de Nova York que receberem a carta-convite terão acesso ao Shoelace. A restrição ocorre porque a empresa quer entender melhor o comportamento dos usuários e ver o que funciona ou não antes de expandir para outras regiões.

Shoelace: a nova rede social do Google
Imagem: Google/divulgação.

Shoelace na prática

Se você já tem familiaridade com o Google Maps, vai se sentir em casa com o Shoelace. A nova rede social conta com um mapa e pins que indicam os locais onde as atividades acontecerão. Ao clicar em um evento, é possível conferir todas as informações sobre ele.

A personalização da lista de eventos fica por conta do cadastro. Nele é possível marcar seus interesses, como caminhadas com cachorros, bares ou baladas, por exemplo, e ainda planejar encontros com outros membros da rede.

Pensando no futuro, os realizadores estão em busca de novas regiões para disponibilizar o aplicativo. Já é possível solicitar o convite preenchendo um formulário do Google.

O Shoelace começou a ser desenvolvido há três anos, em uma divisão do Google voltada a projetos experimentais, a Área 120. Nela, funcionários da companhia desenvolvem projetos pessoais que, se aprovados, recebem o apoio intelectual e financeiro da empresa. O objetivo do programa é construir, lançar e tirar do papel ideias que, de outra maneira, não seriam exploradas. Outra ferramenta que começou da mesma forma é o Grasshopper, um aplicativo que ensina programação por meio de tutoriais simples e interativos.

Curiosidade – Área 120

O nome da divisão surgiu a partir de uma piada interna sobre uma premissa da empresa – a de que quem trabalha no Google poderia usar 20% do tempo para desenvolver projetos e planos particulares. Segundo a revista Fast Company, este conceito nunca se aplicou a rotina de trabalho dos colaboradores da empresa, porque só seria possível utilizar esses 20% do expediente se ele fosse além das horas já trabalhadas, ou seja, 120%.

Histórico do Google

Apesar de estar presente diariamente em nossas vidas por meio de ferramentas como Google Drive, Gmail, Ads e Google Analytics, o histórico da companhia não é muito positivo quando se trata de rede social. Após o sucesso passageiro do Orkut no Brasil, a plataforma foi perdendo espaço para o Facebook, sendo extinta em 2014. Em seguida, o Google+ foi lançado e esteve ativo por 8 anos sem muito destaque, sendo descontinuado recentemente.

O que muda para as empresas?

Por enquanto, nada. Mas sabemos que estar presente onde o seu target passa grande parte do tempo é muito importante. Por isso, continue acompanhando os próximo capítulos do novo aplicativo do Google. Se ele for um sucesso e perfeito para o seu negócio, é uma excelente oportunidade de destacar e fazer com que os eventos da sua organização fiquem recheados de pessoas interessadas no seu produto ou serviço.

Enquanto o Shoelace não chega ao Brasil, conte com as oportunidades de mídia em apps, blogs, sites, podcasts e plataformas de streaming comercializadas pela boo-box/ftpi, uma empresa do Grupo FTPI. Estamos prontos para oferecer todo o suporte para agências e anunciantes planejarem e programarem suas campanhas nos melhores veículos digitais.

Últimas notícias do mercado
Estudo global mostra como novas gerações consomem notícias Levantamento da Comscore mostra que jovens se informam pelas redes sociais e não querem pagar para acessar conteúdo. Instagram supera Facebook em interação de usuários, aponta pesquisa Levantamento da Socialbakers revela que o número de interações foi quase 20 vezes maior no período analisado. Por que as pessoas gostam tanto de seguir influenciadores? Estudo do Diário de Campo Pesquisa buscou entender o que motiva milhões de pessoas a acompanharem digital influencers. Podcasts: Brasil é o segundo país com maior avanço no formato Produção cresceu 85% entre janeiro e novembro de 2019 no país, segundo a Voxnest. IBOPE atualiza a representatividade do ponto de audiência televisiva Com base nas novas estimativas populacionais, instituto alterou os dados de medição nos 15 principais mercados do país. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2020 | © Todos os direitos reservados