09Ago/18

Como a TV on demand e a TV por assinatura aprenderam a caminhar juntas

Cenário da comunicação com a TV on demand

À medida em que o tempo passa, os meios de comunicação vão mudando para se adaptar à vida das pessoas, e numa sociedade que está sempre correndo, a maneira como se vê televisão já não é a mesma. A TV on demand chegou para ajudar quem não tem uma rotina fixa, mas o que isso significa para a TV por assinatura? Acredite: ela está longe de acabar.

Não é de hoje que a procura por maior flexibilidade na grade da televisão ganhou a atenção do público. Com as rotinas sem muito horário fixo, um sistema para assistir o seu seriado favorito inteiro de uma vez, ou nos dias em que você estiver livre, é muito mais prático, né? Mas aí é que está a questão: a TV on demand surgiu com uma proposta diferente da TV por assinatura, e, depois de alguns ajustes, as duas seguem convivendo em harmonia.

Serviços de streaming de canais consagrados da TV paga são perfeitos para o tipo de programação como as séries, já que não é fácil ter paciência para esperar o tempo que os canais demoram para transmitir todos os episódios. Agora, formatos como os programas de competição, como os de culinária ou os shows de talento já combinam mais com uma programação com horário fixo.

Assim, fica aquela expectativa para saber o que vai acontecer na semana seguinte, além de o público ter a chance de fazer suas apostas e quem sabe até mudar o final do show.

Interação com o público

Se a maneira de exibir programas mudou, o jeito com que os canais falam com o público também é diferente. A TV por assinatura pegou carona na TV on demand para dar mais voz ao telespectador, assim como flexibilizar o poder de escolha.

Muitas provedoras de canais por assinatura oferecem pacotes bem variados de emissoras, que atendem aos diferentes gostos do público. Tem para quem curte esportes, para quem ama cozinhar ou até canais somente de filmes ou de cobertura jornalística. Assim, você pode escolher aquilo que mais interessar e ter acesso à programação 24 horas por dia.

Outra novidade que chegou com um empurrãozinho da TV on demand foram os canais especializados em filmes, que podem entrar no pacote que você escolher para a sua TV paga e funcionam como as antigas locadoras: é só escolher o seu e assistir como se fosse um canal normal, voltado para esse tipo de programação.

E, para quem se preocupa em perder o capítulo da novela ou do reality show favorito, muitos aparelhos televisores vêm com um gravador digital, que deixam a sua programação pronta para ser assistida quando você quiser.

Cultura da televisão

Bom, já ficou claro que a TV por assinatura e a TV on demand podem existir juntas, né? Cada uma delas tem um pacote de programações específico a oferecer e que ser usufruídos inclusive pelo mesmo tipo de público.

E isso é justamente um dos pontos importantes da televisão tradicional: com a entrada da concorrência no mercado, ficou claro que essa maneira de assistir TV tem uma cultura própria, e que não pode ser replicada em outras situações.

É o caso dos já citados programas de competições, que acontecem ao vivo todas as semanas, ou aqueles de auditório, que fazem parte da cultura brasileira e que trazem pautas e um formato que não combina muito com a TV on demand.

Não existe exatamente como comparar essas duas maneiras de assistir a conteúdos. Vai do tipo de programação que você quer consumir, e a maneira como gosta de fazê-lo. Tem gente que curte só ligar a televisão e assistir o que os canais estão oferecendo naquele momento, sem precisar escolher algo específico. Assim como tem gente que gosta mais de assistir a determinados shows, no horário que quiser.

Mas, se você é da TV on demand ou da TV por assinatura, não importa muito: o legal é que a disponibilidade de conteúdos originais e com a sua cara aumentou consideravelmente após o início dessa competição amigável.

Últimas notícias do mercado
B2B, B2C e D2C: estratégias específicas para cada modelo de negócio Conhecer as particularidades de cada público-alvo é a chave para criar estratégias de sucesso. Qual é o perfil de quem compra carro no Brasil? Empresas do setor automobilístico precisam conhecer bem o seu target para poder direcionar melhor o investimento em propaganda. Internet das Coisas (IoT): saiba como usá-la para se conectar ao consumidor Acesso à rede a partir de diferentes objetos pode ajudar marcas a entenderem as necessidades do seu cliente. 4 fatores que influenciam os consumidores Conhecer os hábitos do seu consumidor é a chave para acertar no tom da publicidade e chamar a atenção dele ao seu produto. 6 tecnologias que prometem facilitar a vida do publicitário Conheça as plataformas que podem ajudar a melhorar o desempenho de uma marca nas redes sociais. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados