29Out/12

Renda de negros e nordestinos cresce 123% em 10 anos

A renda de negros e nordestinos teve crescimento do dobro da média da classe C nos últimos dez anos, de acordo com o estudo “Vozes do Brasil” e do Data Popular. O aumento da renda geral da classe média foi de 57% – e cresceu 123% para os negros e nordestinos no período.

Para Renato Meirelles, do Instituto Data Popular, “a classe média cresceu com redução da desigualdade. Havia mais negros e nordestinos entre os mais pobres, e estes foram os maiores beneficiados com o aumento do salário mínimo e com o acesso a empregos melhores”.

Já no caso das mulheres, a participação na renda da classe média aumentou mais que a dos homens e a influência nas decisões da família também, conforme a pesquisa. A contribuição das mulheres para a renda da classe C sofreu elevação de 76% nos últimos dez anos, enquanto a dos homens aumentou 47%.

O total de mulheres na classe média foi ampliado em 13% nos últimos dez anos. O número daquelas que estão em idade de trabalho aumentou 19% e a quantidade com carteira assinada subiu 59%.

No levantamento, 78% dos homens da classe C afirmam que preferem mudar de opinião para evitar brigas com a esposa e 77% têm certeza de que elas guardam dinheiro sem que ele saiba. Por fim, 63% dizem que a mulher confere a conta bancária e sabe exatamente o quanto ganham.

Elas também influenciam as decisões dos parceiros. Na classe C, 85% dos homens contam que a esposa é a principal responsável pelas decisões de compras de produtos no mercado, 78% diz que elas decidem também as viagens de férias e 72% diz que elas opinam sobre as roupas deles. A responsabilidade delas também é grande no que diz respeito ao carro da família (62%).

Os resultados da pesquisa serão divulgados no “Fórum Novo Brasil: Vozes da Classe Média Brasileira”, que acontecerá dias 12 e 13 de novembro, em São Paulo.

Com informações de Simone Cunha, do G1. / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados