29Mar/10

Classe C é a que mais consome eletrônicos

Segundo a última pesquisa Pyxis, realizada pelo Ibope Inteligência para apresentar o potencial de consumo do brasileiro, os principais consumidores de eletrônicos estão na classe C.

Antônio Carlos Ruótolo, diretor de geonegócios do Instituto, acredita que o aumento do poder de compra dessas pessoas é incentivado pelo financiamento e pelo crédito. O estudo revelou que os consumidores da classe B são responsáveis por 45% das compras em som, TV e vídeo, seguidos pela classe C com 32%, A com 16% e D/E com 7%.

As classes A e B representam 32% da população e consomem juntas 55% de todos os grupos de produtos que a pesquisa analisou, exceto alimentação. Bolsas, malas, cintos e brinquedos são os produtos mais consumidos por eles.

A classe B tem preferência por cosméticos, bebidas (água, refrigerantes, sucos, cervejas e vinhos), malas, bolsas, cintos e brinquedos. Já na classe C consome mais produtos de mercearia, calçados femininos, vestuário infantil, carnes e derivados.

O estudo revelou ainda o potencial de consumo por região no Brasil. Os setores em que os gastos são iguais para todas as pessoas são alimentação e higiene pessoal, média per capita de R$1.419 e R$232. respectivamente

No quesito bebidas, a região onde mais se consome é a Sudeste: cada pessoa gasta R$131, enquanto na Região Nordeste o valor cai para R$47. A média nacional é de R$98.

Nos gastos escolares, a Região Norte investe R$77 e a Sudeste gasta R$340, impulsionadas pelas classes A e B. A média nacional é de R$248.

O estado de São Paulo é que tem maiores gastos com alimentação domiciliar e com produtos para a casa. Os cariocas gastam mais em bebidas, os paranaenses em artigos de limpeza e os gaúchos com medicamentos.

Segundo o diretor de geonegócios do Ibope, a Região Centro-oeste é a que tem o crescimento mais expressivo, a expectativa é de que se equipare com a Região Sul/Suldeste.

O levantamento permite que as ações de marketing e publicidade sejam direcionadas para o potencial consumidor conforme o tipo de produto e o perfil da região.

Com informações do AdNews.

Últimas notícias do mercado
Anunciantes: o que muda no Facebook após o escândalo da Cambridge Analytica Como as mudanças na política de privacidade da rede social podem afetar o desempenho das campanhas de marcas Auto Draft O jornal Folha de Pernambuco é um veículo com 19 anos de história, voltado ao... Humor na publicidade: até que ponto vale a graça O humor sempre foi um dos pilares mais fortes da publicidade, mas é preciso acertar na dose para garantir sucesso Jovens interagem mais com a imprensa tradicional Em meio às preocupações com a polarização política, público jovem tem valorizado conteúdos editoriais com tom mais neutro Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2018 | © Todos os direitos reservados