24Mar/11

Classe C é a maior do Brasil com 53% da população total

A classe C brasileira cresceu e passa a ser a maior do Brasil com 101 milhões de pessoas. Ela tem agora 53% da população total. Isso significa que aproximadamente 19 milhões de brasileiros das classes D e E ascenderam na pirâmide de classes. Este foi o principal destaque da pesquisa “O Observador Brasil 2011” realizada pela Cetelem BGN (empresa coligada ao banco francês BNP Paribas).

“Fomos pioneiros ao alertar sobre o crescimento da classe C. E hoje novamente revelamos uma grande mobilidade na distribuição da população. É um momento histórico para o Brasil”, disse Marcos Etchegoyen, presidente da Cetelem BGN.

Essas mudanças reconfiguram a pirâmide de classes sociais. Aliás, a pirâmide não existe mais. A forma geométrica que representa a classificação socioeconômica brasileira agora é a do losango. Na base, estão as classes D e E com 47,9 milhões de pessoas (25% da população), a C ocupa o miolo da figura e as classes A e B ficam com a fatia superior, composta por 42,19 milhões de pessoas (21% dos brasileiros).

O estudo entrevistou 1,5 mil pessoas em 70 cidades de nove regiões metropolitanas do país. O objetivo da pesquisa, que está na sua sexta edição, é fazer um retrato fiel do comportamento de compras e condições de crédito dos brasileiros.

Com informações do M&M Online.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados