17Out/11

Brasil é o 3º país que mais envia spams

No 3º trimestre de 2011, o Brasil teve aumento de 1,61% no envio de spams, se comparado ao 2º trimestre do ano. O crescimento do envio de mensagens indesejadas faz o país ocupar o 3ª lugar entre as nações que mais enviam spams do mundo, segundo levantamento da “AVG Community Powered Threat”, empresa da República Tcheca que desenvolve antivírus.

De abril a junho deste ano, o Brasil era responsável pelo envio de 3,8% dos spams no mundo. De julho a setembro, esse número saltou para 5,41%. Atualmente, o Brasil só perde para os Estados Unidos, que envia 35,11% dos spams, e da Índia, responsável por 5,48%, de acordo com o estudo.

O inglês é o idioma predominante nas mensagens (68,45%). Já a língua portuguesa, que é a 6ª mais falada no mundo, é a 3ª mais usada nos spams, ou seja, em 2,27%. Em segundo lugar, a AVG afirma que 18,56% das mensagens dispensáveis foram enviadas em idiomas desconhecidos – provavelmente, configuradas como fruto de más traduções, que misturam vários idiomas.

Sobre os domínios mais usados pelos spammers, muitos são de serviços famosos de e-mail. O mais usado é o Hotmail (da Microsoft) com 3,54%. O Gmail (do Google) tem 0,5% e o Facebook.com também. O encurtador mais usado por usuários desta prática é o bit.ly.

Com informações do UOL.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados