16Mai/13

Bancas de SP são proibidas de vender itens diversos

Fernando Haddad, prefeito de São Paulo, vetou o projeto de lei que determinava a diversificação de produtos vendidos nas bancas de jornal.

A proposta visava valorizar a banca de jornal como ponto de venda, pela ampliação da gama de produtos comercializados pelos jornaleiros. Pelo texto, as bancas poderiam comercializar todos os tipos de bebidas não alcoólicas, artigos eletrônicos e de beleza e higiene pessoal, além de itens de papelaria e de vestuário.

Haddad alega que a venda destes itens era incompatível com a atividade das bancas de jornal e que dificultaria a fiscalização da prefeitura. Segundo ele, a legislação já permite uma função bem mais abrangente: ser um ponto de acesso à informação e cultura.

O projeto de Lei era uma esperança para os jornaleiros, que têm sofrido com os novos hábitos dos paulistanos, que compra revistas e jornais em supermercados, livrarias e lojas de conveniência. Além disso, a fiscalização da Prefeitura cassou Termos de Permissão de Uso dos espaços de forma intensiva.

Em agosto de 2012, o Meio & Mensagem, em reportagem baseada em estudos do Sindicato dos Vendedores de Jornais e Revistas de São Paulo (Sindjor), indicou que, a cada dia útil, uma banca era fechada – ou ameaçada de fechamento – na cidade de São Paulo.

Com informações do M&MOnline. / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
WhatsApp é a principal fonte de informação do brasileiro, revela pesquisa Levantamento, realizado pelo Congresso Nacional, ouviu pessoas de todos os estados e Distrito Federal. Consumidores brasileiros esperam mais ativismo das marcas Ipsos mapeou causas mais relevantes e o que o público espera de empresas “cidadãs”. Investimentos em rádio, TV e OOH permanecerão estáveis em 2020, revela Kantar Estudo realizado com executivos também aponta crescimento em meios digitais. Como as marcas podem melhorar a conexão com o público feminino? Estudo da Kantar revela que a maioria das entrevistadas acredita que a forma como são retratadas em campanhas publicitárias foge da realidade. Férias: conheça as preferências dos viajantes brasileiros Pesquisa realizada pela empresa Skyscanner revelou que 67% passarão as festas em destinos nacionais. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2020 | © Todos os direitos reservados