19Abr/13

65% ignoram anúncios em vídeos online

Estudo da empresa de pesquisa digital M.Sense revela que 65% das pessoas que veem vídeos online pulam as propagandas. Apenas 38% procuram o site do anunciante após ver o filme. O estudo levantou os hábitos de consumo audiovisual na internet e consultou 300 usuários em diferentes regiões brasileiras em janeiro e fevereiro.

O YouTube foi o portal que mais apareceu nas respostas, com 94% dizendo que o site era o principal destino para ver vídeos. Já o Google Videos, pertencente à própria empresa dona do YouTube, tem 28%. Cerca de 27% dizem assistir a vídeos em redes sociais, 20% no Yahoo!, 18% na MSN e 2% admitem não ver vídeos na web.

Os clipes musicais e vídeos de shows são conteúdos mais procurados, com 72%, seguidos de vídeos divertidos, com 64%; filmes, com 47%; noticiário, com 42%; trailers e documentários, ambos com 41%; entrevistas, com 37%; e tutoriais, com 36%.

Antes de uma compra, 58% buscam por informações do produto em vídeos. A relação com anúncios, no entanto, é diferente. Além dos 65% que pulam a propaganda, 60% dizem que as peças que antecedem os vídeos são chatas. Por volta de 18% desistem de ver ao vídeo só por causa de anúncios.

Com informações do M&MOnline / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
O poder de influência dos YouTubers na publicidade Conheça o papel dos criadores de conteúdos da maior plataforma de vídeo online e como encontrar o creator ideal para sua marca. 7 dicas para planejar o marketing em datas comemorativas Veja como as marcas podem aproveitar ao máximo essas ocasiões especiais para vender mais. Centennials: como se comunicar com esse público? Nova geração de consumidores já representa cerca de 35% da população mundial. Site Kit by Google: o que você precisa saber sobre esse plugin Anunciada recentemente, nova opção traz acesso rápido a informações, métricas, insights e ferramentas sem precisar sair do WordPress. TV aberta lidera em investimentos de publicidade Dados do Cenp mostram que o meio esteve novamente no topo da lista no primeiro semestre de 2018, com mais de 60% dos investimentos, seguido pela internet, com cerca de 14% do total. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2019 | © Todos os direitos reservados