19Abr/13

65% ignoram anúncios em vídeos online

Estudo da empresa de pesquisa digital M.Sense revela que 65% das pessoas que veem vídeos online pulam as propagandas. Apenas 38% procuram o site do anunciante após ver o filme. O estudo levantou os hábitos de consumo audiovisual na internet e consultou 300 usuários em diferentes regiões brasileiras em janeiro e fevereiro.

O YouTube foi o portal que mais apareceu nas respostas, com 94% dizendo que o site era o principal destino para ver vídeos. Já o Google Videos, pertencente à própria empresa dona do YouTube, tem 28%. Cerca de 27% dizem assistir a vídeos em redes sociais, 20% no Yahoo!, 18% na MSN e 2% admitem não ver vídeos na web.

Os clipes musicais e vídeos de shows são conteúdos mais procurados, com 72%, seguidos de vídeos divertidos, com 64%; filmes, com 47%; noticiário, com 42%; trailers e documentários, ambos com 41%; entrevistas, com 37%; e tutoriais, com 36%.

Antes de uma compra, 58% buscam por informações do produto em vídeos. A relação com anúncios, no entanto, é diferente. Além dos 65% que pulam a propaganda, 60% dizem que as peças que antecedem os vídeos são chatas. Por volta de 18% desistem de ver ao vídeo só por causa de anúncios.

Com informações do M&MOnline / Adaptação: Equipe FTPI | Negócios em Mídia | Mídia Regional.

Últimas notícias do mercado
Estudo global mostra como novas gerações consomem notícias Levantamento da Comscore mostra que jovens se informam pelas redes sociais e não querem pagar para acessar conteúdo. Instagram supera Facebook em interação de usuários, aponta pesquisa Levantamento da Socialbakers revela que o número de interações foi quase 20 vezes maior no período analisado. Por que as pessoas gostam tanto de seguir influenciadores? Estudo do Diário de Campo Pesquisa buscou entender o que motiva milhões de pessoas a acompanharem digital influencers. Podcasts: Brasil é o segundo país com maior avanço no formato Produção cresceu 85% entre janeiro e novembro de 2019 no país, segundo a Voxnest. IBOPE atualiza a representatividade do ponto de audiência televisiva Com base nas novas estimativas populacionais, instituto alterou os dados de medição nos 15 principais mercados do país. Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Goiânia (62) 98129-0250
FTPI Porto Alegre (51) 99284-2534
Compartilhe
web by Citrus7 2020 | © Todos os direitos reservados