18Fev/11

100 mil tablets vendidos no Brasil em 2010

Segundo levantamento da IDC sobre o segmento de tablets, somente em 2010, foram comercializados 100 mil unidades do dispositivo no Brasil. “O usuário se identificou bem com o aparelho”, diz Luciano Crippa, coordenador de pesquisas da IDC.

O número contabiliza as vendas oficiais e o mercado cinza – formado por consumidores que trouxeram o equipamento do exterior ou o importaram ilegalmente. De acordo com Crippa, o preço de chegada dos tablets ao Brasil foi decisivo para o sucesso do segmento. “Esperávamos uma estratégia de precificação um pouco mais alta, em torno dos dois mil reais, mas o valor estipulado nos cerca de R$ 1.600,00 facilitou a adesão do público.”

Quanto o assunto é o perfil dos consumidores, a IDC revela que os aficionados por tecnologia foram os principais responsáveis pelo resultado. Segundo o estudo, o número de vendas poderia ter sido maior, no entanto, algumas barreiras dificultaram, entre elas estão a falta de familiaridade dos consumidores com o dispositivo e uma parcela de interessados que está analisando os novos modelos a serem lançados.

As iniciativas no meio corporativo, como a área educacional, também influenciaram as vendas no ano passado. “Os tablets estão sendo usados como ferramenta em escolas e faculdades”, disse o coordenador.

A expectativa é de que em 2011 as vendas cheguem à casa dos 300 mil tablets. A maior movimentação acontecerá, principalmente, no segundo semestre deste ano. “É o período em que devem chegar ao Brasil os produtos que estão sendo lançados agora no exterior”, comenta Crippa.

A previsão é de que os tablets concorram não apenas em sua categoria, mas também com os netbooks, PC’s e Smartphones. Mesmo assim, a princípio, a IDC não prevê queda nas vendas destes segmentos. Segundo a IDC, os planos do governo visando a redução de impostos e precificação acessível dos tablets no Brasil não devem impactar a estimativa para este ano, mas somente em 2012.

Com informações do Adnews.

Últimas notícias do mercado
Mercado nacional de mídia deve crescer 4,6% ao ano até 2021 O seguimento deve movimentar US$ 13 bi em publicidade no mundo, segundo a PwC Produção de bens de capital tem alta de 1,5% em abril Segundo IBGE, a fabricação de bens de consumo duráveis também teve um aumento esse ano Varejo apresenta crescimento no 1º trimestre de 2017 Segundo dados do IBGE, os números são superiores aos do último trimestre de 2016 Impacto da televisão continua forte entre os consumidores Pesquisa da Kantar Media descreve o comportamento do consumidor nas plataformas de mídia atuais Expectativa de baixa inflação deixa consumidores otimistas A confiança reflete a melhora das perspectivas em relação ao emprego e situação financeira, diz pesquisa Veja mais
FTPI
FTPI São Paulo (11) 2178-8700
FTPI Brasília (61) 3035-3750
FTPI Rio de Janeiro (21) 3852-1588
FTPI Nordeste (81) 2128-4350
FTPI Belo Horizonte (31) 2105-3609
FTPI Curitiba (41) 3026-4100
FTPI Campinas (19) 3296-6224
FTPI Porto Alegre (51) 3231-5222
Compartilhe
web by Citrus7 2017 | © Todos os direitos reservados